"nnnnnnnnnnn

    FRICINE  
FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA 
SOCIOAMBIENTAL DE NOVA FRIBURGO



As inscrições para o FRICINE 2018 serão abertas nos próximos dias
Entries for FRICINE 2018 will open soon






~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
```````````````´´´´´´´´´´´´´´´´´´´


 Premiados da 6ª edição 
Awards 2017


x                                                       foto Regina Lo Bianco
                


***


Melhor Longa-Metragem


Direção: Dario Menezes e Luiz Abramo Campos – 80’ – Brasil - 2017

Sinopse:
'Abrindo o Armário' mergulha nos processos de libertação e conquistas do movimento gay no Brasil a partir da vivência de diferentes gerações.



><


Melhor Média-Metragem


Direção: Estevão Ciavatta – 58’ - Brasil - 2017

 ‘Fonte da Juventude’ faz um mergulho no ambiente alimentar do Brasil e propõe um diálogo entre a academia, o setor público, empresas, associações e famílias sobre o alimento do campo à mesa. A biodiversidade, aliada à nossa cultura alimentar, é o melhor caminho para a longevidade.




><


Melhor Curta-Metragem 



Direção: Marco Huertas – 25’ – Espanha – 2017

Sinopse: 
A luta de 3 crianças para obter 56 kg de arroz: o preço para ir para a escola em Soavinarivo, uma pequena aldeia isolada no interior de Madagascar



><


Melhor Filme Regional 



“INTERVENÇÕES ABRAÇO ÀS ÁRVORES PRAÇA GETÚLIO VARGAS”

Direção: Marcelo Brantes e Luciano Santos – 17’19” – Brasil – 2017

 Sinopse: 
'Intervenções Abraço às Árvores Praça Getúlio Vargas' foi definido por seus realizadores como "Um Grito de Socorro vindo dos eucaliptos centenários da Pça Getúlio Vargas", frente aos criminosos cortes executados pelo então prefeito de Nova Friburgo, Rogério Cabral."  Considerada o mais querido e central espaço público da cidade, a Pça Getúlio Vargas,  ambiente histórico e familiar, foi projetada em 1881 pelo famoso engenheiro e paisagista francês Auguste François Marie Glaziou.  O filme mostra como o  movimento SOS Praça Getúlio Vargas realizou diversas intervenções artísticas e temáticas na praça, em forma de protesto, reunindo forças e pressões que acabaram interrompendo os cortes dos eucaliptos, mantendo boa parte das arvores Vivas!


><


Menção Honrosa de Curta-Metragem


" AGORA"
Direção: Michel Couturier e Otavio Lima

Sinopse:
Documentario poetico sobre a jornada física e mental do alpinista Lucas Lima enquanto ele testa sua determinação numa difícil abertura de rota, e de olhar, numa região selvagem no Brasil 
voto popular


Direção: Estevão Ciavatta – 58’ - Brasil - 2017

 ‘Fonte da Juventude’ faz um mergulho no ambiente alimentar do Brasil e propõe um diálogo entre a academia, o setor público, empresas, associações e famílias sobre o alimento do campo à mesa. A biodiversidade, aliada à nossa cultura alimentar, é o melhor caminho para a longevidade.





~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
```````````````´´´´´´´´´´´´´´´´´´´



JURI DE MÉDIA E LONGA-METRAGEM 

 

Elisabete Bullara


Formada em Cinema pela Universidade Federal Fluminense. Jornalista e fotógrafa. Faz parte da equipe do CINEDUC desde 1975, onde participou de cursos para crianças e adolescentes, treinamento de professores, mesas
redondas e palestras, tanto no Brasil como no exterior. Preparou materiais didáticos teóricos e de exercícios. Atual Secretária Executiva da entidade, é coordenadora do projeto Cinema: Percepção e Poesia, no Oi Futuro, curadora e coordenadora de produção da Mostra Geração do Festival do Rio desde 2008 e consultora da Gerência de Mídia/Educação da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro. Participou como jurada em festivais de cinema nacionais e internacionais.

 

Antonio Molina Burnes


Cineasta, cubano, membro da UNEAC – União de
Escritores e Artistas Cubanos desde 1978 e membro da União de Jornalistas de Cuba desde 1981.
Trabalhou como diretor cinematográfico na empresa CINED, de 1971 a 1988, onde realizou mais de 40 documentários, atuando também como cinegrafista e diretor de produção em alguns deles. Nesse mesmo período, atuou como assessor cinematográfico de diversas produções, supervisionando
o trabalho de 12 (doze) diretores de curta metragem.
De 1988 a 1997 trabalhou no Instituto Cubano de Rádio e Televisão como jornalista e diretor de programas de TV, onde realizou mais de 60 projetos, destacando-se: “Com Suas Próprias Mãos” - documentários semanais sobre tudo o que o homem faz com suas mãos; “Pontos de Vista” - informativo de grande audiência, por ser o único programa de opinião da TV
Cubana, e “Ernesto” – seriado de oito (8) capítulos sobre Ernesto CheGuevara.
Prestou serviços a produções internacionais, como produtor “free-lancer” para: Interamerican Production – E.U.A; NHK – JAPÃO; RAI – ITÁLIA, Television Nacional de Chile – Chile e CBS – E.U.A .
Participou de numerosos concursos e festivais internacionais, tendo recebido diversos prêmios e menções honrosas. Por duas ocasiões foi jurado durante o Festival do Novo Cinema Latino-Americano que se realiza em Havana.
Residente no Brasil desde 1997, é Membro Honorário e atualmente Vice-Presidente do CIDAN – Centro de Documentação e Desenvolvimento do Artista Negro; Coordenador do Projeto Social “Viajando na Telinha” – de
formação em criação e realização audiovisual para jovens de Baixa Renda em Comunidades do Rio de Janeiro – Patrocinado à convite pela Petrobrás.
Desde 2011 é membro do Conselho Gestor do Projeto “Da Cor da Cultura” da Fundação Roberto Marinho.

 

Brian Sewell


 Cidadão inglês, trabalha no Brasil e em outros países da América Latina como produtor e câmera para as principais redes de televisão da Europa e América do Norte.  


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
```````````````´´´´´´´´´´´´´´´´´´´


 JURI DE CURTAS-METRAGENS 


Phillipe Pierre Guinet

Nascido na França em 1949, trabalhou como Reporter cameraman da Televisão francesa France 3 entre 1972 a 1995, realizando Reportagens e documentários em diversos países do mundo. A Partir de 1996, até 2017, como principal Cameraman e diretor de fotografia do escritório da Televisão Alemão ZDF no Rio de Janeiro, realizou Reportagens e documentários na America do Sul.Ao longo de todos esse anos, atuou também como Diretor de um grande número de documentários de 25 e 52 minutos no Brasil para várias televisões Francesas.


Leonardo Levis

Formado em cinema pela Universidade Federal Fluminense em 2007, atuou como crítico da Revista ContracampoEntre 2005 e 2009. Em 2009, fundou com outros dois sócios a Blum Filmes, produtora carioca dedicada à produção de filmes e mostras de cinema, pela qual fez uma série de curtas-metragens exibidos em diversos festivais, além de ter sido curador das mostras John Ford e Descobrindo o Cinema Filipino, ambas no CCBB. Em 2011, trabalhou como roteirista de base da produtora Zola, comandada por José Henrique Fonseca. Hoje, é líder do núcleo criativo da Mira Filmes, contemplado pela Chamada Pública BRDE/FSA – PRODAV03/2013. Nos últimos anos, colaborou no roteiro dos filmes Qualquer gato vira-lata e Alemão, além de ter escrito a comédia O Concurso. Na televisão, escreveu a série dramática O Hipnotizador para a HBO Brasil e foi um dos criadores, roteiristas e diretores da sitcom Quero ter um milhão de amigos, exibida pela Warner Channel Brasil. Em 2016, foi um dos criadores e roteiristas da websérie de comédia Sala dos Roteiristas e escreveu os longas O Filho Eterno e Canção da Volta. Atualmente desenvolve, entre outros projetos, o filme Antes tarde do que nunca (uma coprodução com a FOX Brasil e Warner Bros Brasil), com previsão de filmagem para o primeiro semestre de 2018.


Juan Pittaluga

Com estudos em sociologia finalizados com uma investigação no EHESS de Paris, tornou-se cineasta exercendo sua carreira principalmente entre a França, Uruguai e o Brasil. Dos trabalhos realizados destacam-se três longas metragem de ficção, dois documentários (exibidos na Semana da Critica do Festival de Cannes em 2005) e cinco curtas-metragens. Durante 12 anos foi professor em escolas de atores de cinema em Paris. Mora e trabalha no Rio de Janeiro desde 2016.


 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

```````````````´´´´´´´´´´´´´´´´´´´


 Saiba como foi o 

FRICINE 2017

A 6ª edição do Festival foi realizada de 14 a 19 de novembro de 2017 no Teatro Sânia Cosmelli, na Usina Cultural Energisa, no Centro de Educação de Jovens e Adultos (CEJA) e na Escola Estadual Dr. João Bazet, 
em Nova Friburgo/RJ 

Como ocorrido  na edição anterior, o Festival não contou com nenhum patrocínio mas pôde ser realizado graças a inestimáveis apoios que lhe possibilitaram oferecer à população e visitantes de Nova Friburgo, de modo totalmente gratuito, uma rica, estimulante e variada programação. 



       
                            
  
   Abertura     
Teatro  Sânia Cosmelli 
  14 de novembro de 2017



   "Dedo na Ferida"
  dirigido por Sílvio Tendler, com a presença do diretor
     https://www.youtube.com/watch?v=seiLm4m0PiI (trailer)




                                                              fotos Regina Lo Bianco

                                                                                                                                               

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
```````````````´´´´´´´´´´´´´´´´´´´



MOSTRAS AUDIOVISUAIS

I > As Mostras Competivas Internacional e Regional exibiram 63 filmes (curtas, médias e longas metragens) selecionados dentre as 275 produções de 47 países inscritos. 



 II > A Mostra Informativa apresentou como destaques, além do premiado 'Dedo na Ferida', de Sílvio Tendler,  o também premiado documentário 'Meu Nome é Jacque', de Ângela Zoe
          

 III >A Mostra em REALIDADE VIRTUAL exibiu os filmes 'Rio de Lama', de Tadeu Jungle e 'Amazônia Adentro', de Patrick Meegan.


   

IV > A Mostra "FRICINE na Escola" exibiu e promoveu debates após projeções do filme "56", dirigido por Marco Huertas, numa co-produção da Espanha, Madagascar e Noruega para turmas do 3º e 2º anos do ensino Médio e 8º ano do Ensino Fundamental da rede pública estadual. 


   

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
```````````````´´´´´´´´´´´´´´´´´´´

                                                                                                                               PALESTRAS 

          I > Na palestra "Realidade Virtual, Aumentada e Mista: uma revolução na produção audiovisual" Marcos Ferreira, sócio-diretor da mobCONTENT,  apresentou o atual panorama das tecnologias, exemplificando como o produtor audiovisual pode usar esses recursos na narrativa audiovisual.


 

 II > A palestra "Suicídio: como entender e prevenir essa tragédia que se tornou uma das principais causas de mortes por motivo não natural no  mundo contemporâneo" foi apresentada por Norma Liliani de Souza Pinto da Coordenação do CVV(RJ/ES) - CENTRO de VALORIZAÇÃO da VIDA.


                                                                                                         

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
```````````````´´´´´´´´´´´´´´´´´´´

                                                              

OFICINAS

As oficinas "História e Cinema na América Latina"  foram ministradas pelos Professores Manoel Espedito e Alexandre Frez, com alunos do CEJA (Centro de Educação de Jovens e Adultos)




~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
```````````````´´´´´´´´´´´´´´´´´´´


TEATRO

> O monólogo "Marx baixou em mim: uma comédia indignada", baseada na peça "Marx in Soho," de Howward Zinn, com tradução de Tereza Briggs, foi interpretada pelo ator Jitman Vibranovisky




<><><><><><><><><>




Conheça os filmes que foram selecionados dentre 275 produções de 47 países 


 Conozca las películas seleccionadas para la competición 


 Know the films that were selected among 275 productions from 47 countries





    "There are more things in heaven and Earth..."

      "Hay más cosas en el cielo y la Tierra..."



Apoio








2017






























Subpáginas (1): filmes da 6ª edição